Tag Archives: londres

A chegada mágica de 2017

29 Dec

Essa semana li com uma certa descrença a coluna de uma jornalista que gosto muito. Ela falava sobre a tragédia que foi 2016 e sobre insistirmos em planos para o Ano Novo, sendo que não há mágica nenhuma na passagem de ano. Segundo ela o que você não fez durante 2016 inteiro talvez não faça em 2017, as pessoas colocam esperança em uma data simbólica, como se fosse mágica. Concordo em partes com ela, aliás não concordo em nada com ela.

Ainda que no NOVO ANO que se iniciará nos próximos dias você não dê uma volta de 180 graus na sua vida (só lembrando que são 180 graus mesmo, porque 360 você volta para o mesmo ponto), ainda que você não mude padrões de comportamento,  não encontre um novo emprego ou seja promovido, não ganhe na loteria, não tenha um ano sabático viajando pela Ásia, Europa e Oceania, ainda que você não encontre o amor da sua vida, tenha um filho ou escreva um livro, 2017 com certeza não passará em branco, simplesmente porque a vida não é rascunho, escrevemos cada capítulo da nossa história em todos os dias da nossa existência, em momentos difíceis, em outros melhores, numa conquista aqui, num tombo ali.

A mágica acontece cada  vez que caímos e recomeçamos,  cada dia que batalhamos para colocar o pão na mesa da nossa casa, que aguentamos chefe chato, colega puxa-tapete, mau humor do marido e nosso próprio mau humor, as noites sem dormir preocupados com os filhos, o pretendente que não liga no dia seguinte, os problemas familiares, o dinheiro que quase não chega no final do mês. A vida não é bela o tempo todo, nem a minha, nem a sua, por mais que as redes sociais insistam em nos enganar e gerem uma quantidade imensa de gente infeliz, que acredita só no que vê nas imagens do Instagram.

Ninguém é plenamente feliz o tempo todo, desculpe te frustrar, mas felicidade está ligada ao caminho, às suas batalhas e ao que você aprende com elas no dia a dia, e não a grande “virada de vida”  na virada do Ano Novo.

Aqui na Inglaterra as crianças aprendem a comemorar e reverenciar a chegada de cada estação do ano, cantam músicas, aprendem sobre as belezas de cada uma delas e vivem intensamente o outono, o inverno, a primavera e o verão. Eu me emociono sempre com a chegada da primavera, porque sinto que ela renova minhas energias. Se aguardo ansiosa a chegada de uma nova estação, porque não aguardaria  a chegada de 2017?

O ano que termina amanhã não foi  nada fácil para a maioria das pessoas, eu me incluo nesse grupo, para mim e minha família foi um período de conquistas, externas e internas, mas foi também um ano de perdas irreparáveis de pessoas que amamos, em um único ano perdemos dois avós.  E vejam quão difícil seria a vida, se não olhássemos para um  Novo Ano com a esperança de que melhores dias virão, para nós, nossas famílias e para o mundo.

A mágica está em acreditar que a chegada de 2017 nos trará sim alegrias e desafios que valham a pena lutar,  está também na simplicidade de ser grato por cada amanhecer  e por estarmos nos movimentando, respirando,  por estarmos vivos e saudáveis.

Temos necessidade de acreditar em ciclos, e o fechamento de um ano e a chegada de outro é sempre um ciclo que se inicia para todos. Se cairmos no inconsciente coletivo de que a vida está uma tragédia grega para todo o mundo, aí sim seremos incapazes de exercer de forma plena nossa humanidade, com todos os sentimentos que fazem parte de nós. Conservemos a ESPERANÇA de que a virada do ano nos trará bons ventos, porque se tem uma coisa capaz de nos renovar e nos impulsionar é a ESPERANÇA, essa sim é realmente mágica.

Um 2017 cheio de momentos cafeínados e felizes para cada um de vocês, e que a colheita seja diretamente proporcional a plantação. QUE NÃO FALTE SAÚDE E AMOR, bens tão preciosos que dinheiro nenhum no mundo é capaz de comprar. 

Seja bem vindo 2017!

HAPPY NEW YEAR!

Silvia Lourenço e Família Girocoffee

LIÇÕES DE VIDA DA PEPPA PIG

29 Jun

Qual a mamãe ou o papai de crianças entre 0 e 5 anos, talvez um pouco mais, que não conhece a Peppa Pig? Quase impossível. A porquinha rosa mais amada da Inglaterra desembarcou no Brasil há pouco mais de 1 ano mas já é  sucesso absoluto entre os pequenos brasileirinhos e suas famílias. O desenho Peppa Pig foi criado em 2004 na Inglaterra e atualmente é exibido em 180 países. Recebeu diversos prêmios da indústria da animação, entre eles o BAFTA em 2005 e 2012, e o The British Animation Awards, em 2006.

Peppa, mamãe e papai Pig e Geoge

Peppa, mamãe e papai Pig e George

A Peppa é uma pequena porquinha que vive com seus pais e seu irmão mais novo, George, que adora dinossauros; além do núcleo familiar os porquinhos também convivem com o vovô e a vovó Pig, o amiguinho Danny Dog e uma série de personagens do mundo animal como coelhinhos, ovelhas, cães, gatos, zebras e muitos outros.
Quando conheci o desenho ele acabava de chegar ao Brasil, Valentina ainda não tinha 1 ano e  deixávamos ela assistir televisão só por um curto período da tarde, testamos alguns canais e programas para ver o que ela mais gostava e não teve jeito,  a porquinha foi a eleita.
Núcleo Peppa Pig e seus amigos

Núcleo Peppa Pig e seus amigos

Nós adoramos o desenho porque ele é educativo e transmite mensagens positivas através das questões do cotidiano e da convivência da família. Em alguns episódios  Peppa cuida do irmão mais novo demonstrando  a importância de se desenvolver responsabilidades desde cedo nunca deixando de se divertir, afinal eles são crianças. Em cada episódio são apresentados problemas simples  mas que através da busca das soluções enaltecem a importância da família unida.
As interações entre os personagens são positivas, eles são modelos de bom comportamento, demonstram e expressam seus sentimentos com verdade, ajudam uns aos outros num sistema de cooperação familiar e ao mesmo tempo divertem-se até com as dificuldades.
Peppa e amigos jogando

Peppa e amigos

A semana passada assisti  com minha filhota um episódio onde o carro do Papai Pig quebrou e enquanto o mecânico consertava  emprestou outro veículo para a família. Quando voltavam para casa o Papai acionou um botão que abria a capota e depois não conseguia mais fechar, começou a chover,  Papai Pig apertava todos os botões, dos faróis, do retrovisor, do alarme, de tudo, todo mundo molhado e nada de conseguir fechar a capota do carro. Peppa, George e mamãe Pig tentavam ajudar,  até que o último botão acionado deu certo. Depois da confusão a família da Peppa morreu de rir de todo mundo molhado…
Família passeando de carro

Família passeando de carro

É só um desenho,  mas acreditem, refleti sobre várias questões naquele dia, me coloquei na situação e pensei o quanto ficaria nervosa com meu marido se ele abrisse a capota do carro e nos molhássemos com a chuva, perguntaria por que ele não leu o manual do carro, por que não perguntou ao mêcanico como funcionava…provavelmente não resolveríamos a questão com a calma da família Peppa.
Talvez porque não somos porquinhos integrantes de uma família linda e simpática dentro de um desenho animado, somos humanos, mas sempre é possível apreender,  tentar relaxar e resolver os problemas com mais tranquilidade, afinal se não temos grandes  intempéries na vida, as pequenas questões do dia a dia podem ser solucionadas com calma, amor, e até nos fazer rir, é isso que nos ensina a porquinha.
Minha princesinha vestida de Peppa

Minha princesinha vestida de Peppa

Peppa Pig e sua família são lindos, seus exemplos são lições de autoestima, reforçam a importância de sempre ajudar as pessoas e ensinam  aos nossos filhos o valor da família e das verdadeiras amizades. É claro que não devemos esperar que um desenho animado “eduque” nossos filhos, mas disponibilizar um conteúdo afinado com nossas ideias, com as premissas da nossa casa e com nossos exemplos de vida sem dúvida é bem legal.
Ponto para os ingleses,  que no meio de uma programação infantil tão ruim ao redor do mundo, se destacaram criando essa preciosidade.
Ah, e a família Girocoffee visitou o Parque da Peppa Pig na Inglaterra e vai trazer para vocês TODAS as dicas e novidades desse lugar maravilhoso para levar as crianças.
Aguardem!
Um beijo com todo nosso carinho e ÓINK ÓINK para todos vocês, é assim que a família Peppa faz.
Silvia Lourenço

 

 

BOTA FORA FAMÍLIA MAIS VOCÊ

27 Apr

Faltavam 3 semanas para mudarmos para Londres, nossa lista de pendências era infindável  e há dias eu não dormia: carros para vender, esvaziar o apartamento, 2 mudanças para fazer: das coisas que ficariam em SP e da mudança para Londres; um jornal para entregar, finalizar o trabalho com todos os clientes, acerto de contas das funcionárias e cancelamento das contas de casa e do escritório, documentos de saída do Brasil, visita à todos os médicos possíveis (meus e da Valentina)… Estávamos quase à beira de um colapso, era exatamente essa a sensação, que enfartaríamos antes de chegar em Londres.

Desespero de causa

 

Era uma segunda-feira, piscou na minha caixa de mensagem um e-mail da Vivi de Marco, minha eterna mestre e diretora durante anos no Programa Mais Você, me consultando se poderia organizar uma festa de despedida para nós na casa dela em São Paulo. Mesmo no meio do turbilhão, sem tempo nem para respirar, como poderíamos negar um convite tão especial como esse? Vivi é daquelas pessoas que não tem tempo nem para respirar, vive na ponte aérea Rio-São Paulo, dirige o Mais Você com maestria, é escritora, roteirista, mãe de duas jovens lindas,  e ainda arranja um tempinho para os amigos, ufa, sei lá como ela consegue. Ficamos, eu e Dani,  muito mais do que lisonjeados com o carinho.

 

Dani e Nina chegando

Dani e Nina chegando no nosso “Bota Fora”

Eu, Valentina e Vivi querida!

Eu, Valentina e Vivi querida!

Reinaldo, eu e Cassinha. Nossa como eu amo esses dois!

Reinaldo, eu e Cassinha. Nossa como eu amo esses dois!

Vivi pensou em tudo, marcou a data, fez a lista de convidados, mandou e-mail para a turma, organizou o encontro, contratou o Pedro e sua equipe (maravilha das pizzas e dos deuses em São Paulo, é ele quem faz as pizzas de quarta-feira na casa do Faustão) SENSACIONAL, TUDO MARAVILHOSO, DELICIOSO E SUPER RECOMENDADO. Para nós só ficou a “função” de aparecer no nosso “bota-fora” (rs).  Juntamos uma parte da “velha” e da “jovem guarda” do programa, é claro que não pudemos reunir todo mundo, seria muita gente, mas a maior parte dos mais próximos estava lá para nossa despedida.

Família Mais Você reunida, faltou gente na foto.

Família Mais Você reunida, faltou gente na foto

Foram muitos anos de convívio e trabalho juntos, quase 10 anos direto e mais 3 como colaboradora/freela do programa. Deixei o Mais Você só em julho de 2011, eu precisava ficar até pelo menos o fim do ano, mas sonhávamos ter um bebê, minha terapeuta Pré-Natal (comecei uma terapia pré-natal bem antes de engravidar, mas isso é assunto para outro post) me colocou na parede e me sugeriu escolher: continuar trabalhando de forma insana em 2 empregos 14 horas por dia, ou diminuir o ritmo e tentar realizar o sonho de ser mãe. Foi uma das decisões mais difíceis da minha vida, eu jamais recusei trabalho, nasci para isso, mas precisava seguir minha alma e aquele era um bom momento para sermos pais. Dois meses depois engravidei da Valentina.

Meninas fantásticas conferindo o álbum de 1 ano da Nina feito pela Carlinha.

Meninas fantásticas conferindo o álbum de 1 ano da Nina feito pela Carlinha

Vivi, Cassinha, eu e Dani

Vivi, Cassinha, eu e Dani

Foi uma noite EMOCIONANTE, em todos os sentidos, encontrar nossos amigos para um “bye bye” como aquele é de pulsar a 400 por minuto qualquer coração. Vivi é muito mais do que uma ex-diretora para mim, é uma mestre, ela e outras pessoas muitos especiais,  não só me deram oportunidades de trabalho e lições de jornalismo,  em um mundo onde impera o individualismo, Vivi me ensinou o verdadeiro sentido das palavras generosidade e grandeza. Nunca me deixou desanimar, dizia que eu tinha os “dedos ligados no 110 e no 220” ao mesmo tempo,  e que isso me levaria onde eu quisesse chegar…Me defendeu em muitas situações, cuidou de mim em um ambiente que muitas vezes foi hostil, fez mais do que papel de chefe, fez papel de mãe, e é assim que eu sempre a “senti”, mãezona daquela turma toda.

Só gente Maravilhosa!

Só gente Maravilhosa!

 A família Mais Você me ajudou a crescer, entrei lá aos 18 anos. De lá saíram relações sólidas e sinceras, gente que frequenta minha casa, gente que frequenta minha vida, gente que frequenta minha alma. Foi graças à esse trabalho que realizei muitos dos meus sonhos. Qualquer agradecimento que eu faça para essas pessoas por todos esses anos de convívio, pelo carinho e pela amizade, sempre será pouco.

Amigas para a vida!

Amigas para a vida!

Carlinha, Fefa e Lili no maior bate-papo.

Carlinha, Fefa e Lili no maior bate-papo.

Naquela noite eu queria falar algumas palavras de agradecimento a todos os queridos ali presentes, mas foi a primeira “balada” da Nina, levamos a pequena porque Vivi insistiu, era uma despedida para nossa família: eu, Dani e Valentina, mas depois das 10h00 da noite a pequena emburrrou, chorou, não conseguia dormir, nos deu muito trabalho, a noite passou voando, na hora que eu ia agradecer a maioria já tinho ido embora e as palavras ficaram só no coração. Adentramos a madrugada comendo pizza, tomando vinho, batendo papo e sorrindo. QUE ENCONTRO BOM, QUE DESPEDIDA INCRÍVEL!!!

Clarinha se divertindo e Nina morrendo de sono.

Clarinha se divertindo e Nina morrendo de sono

Ainda em tempo, embora muitos meses depois,  eu agradeço todos que estiveram presentes, e os que não puderam estar também. OBRIGADA FAMÍLIA MAIS VOCÊ, obrigada aos mais de 200 integrantes que faziam parte da nossa família “original”, lá nos primeiros anos. Vocês fazem parte da minha vida e da minha história. Obrigada Vivi por abrir sua casa e  reunir nossos amigos para nossa despedida, que a vida nos reserve mais e mais encontros, risadas, alegria, bom papo, vinho, pizzaiada das melhores e felicidade sem fim,  como naquela noite! FOI DEMAIS PARA ESSE CORAÇÃOZINHO AQUI, FOI DEMAIS!

Risos, sorrisos, reencontros e despedidas

Risos, sorrisos, reencontros e despedidas

Nosso outro BOTA FORA foi na casa da minha mãe para nossa família mais próxima, precisava dar um beijo nos meus primos e não conseguia marcar com ninguém, ficamos sem ver algumas pessoas muito especiais, mas quem é amigo de verdade compreende as dificuldades, e aos poucos vamos nos falando como dá, sempre com uma saudade enorme, lembranças maravilhosas de dias felizes e esperança de que o reencontro seja em breve.

OBRIGADA AMADAS FAMÍLIAS: A DE SANGUE, A DE ALMA E A FAMÍLIA MAIS VOCÊ!

Obrigada Vivi, receba todo meu carinho, minha admiração e meu respeito pela grande MULHER que você é!

Um beijo muito mais que especial da família Girocoffee!

Tim tim para você e para nossa Família Mais Você, com vinho, champagne ou café!

SAÚDE PARA TODOS!!!

Silvinha, Dani e Valentina