Tag Archives: adeus ano velho

A chegada mágica de 2017

29 Dec

Essa semana li com uma certa descrença a coluna de uma jornalista que gosto muito. Ela falava sobre a tragédia que foi 2016 e sobre insistirmos em planos para o Ano Novo, sendo que não há mágica nenhuma na passagem de ano. Segundo ela o que você não fez durante 2016 inteiro talvez não faça em 2017, as pessoas colocam esperança em uma data simbólica, como se fosse mágica. Concordo em partes com ela, aliás não concordo em nada com ela.

Ainda que no NOVO ANO que se iniciará nos próximos dias você não dê uma volta de 180 graus na sua vida (só lembrando que são 180 graus mesmo, porque 360 você volta para o mesmo ponto), ainda que você não mude padrões de comportamento,  não encontre um novo emprego ou seja promovido, não ganhe na loteria, não tenha um ano sabático viajando pela Ásia, Europa e Oceania, ainda que você não encontre o amor da sua vida, tenha um filho ou escreva um livro, 2017 com certeza não passará em branco, simplesmente porque a vida não é rascunho, escrevemos cada capítulo da nossa história em todos os dias da nossa existência, em momentos difíceis, em outros melhores, numa conquista aqui, num tombo ali.

A mágica acontece cada  vez que caímos e recomeçamos,  cada dia que batalhamos para colocar o pão na mesa da nossa casa, que aguentamos chefe chato, colega puxa-tapete, mau humor do marido e nosso próprio mau humor, as noites sem dormir preocupados com os filhos, o pretendente que não liga no dia seguinte, os problemas familiares, o dinheiro que quase não chega no final do mês. A vida não é bela o tempo todo, nem a minha, nem a sua, por mais que as redes sociais insistam em nos enganar e gerem uma quantidade imensa de gente infeliz, que acredita só no que vê nas imagens do Instagram.

Ninguém é plenamente feliz o tempo todo, desculpe te frustrar, mas felicidade está ligada ao caminho, às suas batalhas e ao que você aprende com elas no dia a dia, e não a grande “virada de vida”  na virada do Ano Novo.

Aqui na Inglaterra as crianças aprendem a comemorar e reverenciar a chegada de cada estação do ano, cantam músicas, aprendem sobre as belezas de cada uma delas e vivem intensamente o outono, o inverno, a primavera e o verão. Eu me emociono sempre com a chegada da primavera, porque sinto que ela renova minhas energias. Se aguardo ansiosa a chegada de uma nova estação, porque não aguardaria  a chegada de 2017?

O ano que termina amanhã não foi  nada fácil para a maioria das pessoas, eu me incluo nesse grupo, para mim e minha família foi um período de conquistas, externas e internas, mas foi também um ano de perdas irreparáveis de pessoas que amamos, em um único ano perdemos dois avós.  E vejam quão difícil seria a vida, se não olhássemos para um  Novo Ano com a esperança de que melhores dias virão, para nós, nossas famílias e para o mundo.

A mágica está em acreditar que a chegada de 2017 nos trará sim alegrias e desafios que valham a pena lutar,  está também na simplicidade de ser grato por cada amanhecer  e por estarmos nos movimentando, respirando,  por estarmos vivos e saudáveis.

Temos necessidade de acreditar em ciclos, e o fechamento de um ano e a chegada de outro é sempre um ciclo que se inicia para todos. Se cairmos no inconsciente coletivo de que a vida está uma tragédia grega para todo o mundo, aí sim seremos incapazes de exercer de forma plena nossa humanidade, com todos os sentimentos que fazem parte de nós. Conservemos a ESPERANÇA de que a virada do ano nos trará bons ventos, porque se tem uma coisa capaz de nos renovar e nos impulsionar é a ESPERANÇA, essa sim é realmente mágica.

Um 2017 cheio de momentos cafeínados e felizes para cada um de vocês, e que a colheita seja diretamente proporcional a plantação. QUE NÃO FALTE SAÚDE E AMOR, bens tão preciosos que dinheiro nenhum no mundo é capaz de comprar. 

Seja bem vindo 2017!

HAPPY NEW YEAR!

Silvia Lourenço e Família Girocoffee

Advertisements

2013, MELHOR QUE AS QUATRO ESTAÇÕES DE VIVALDI

30 Dec

Sou daquelas pessoas que acreditam na vida, apesar dos pesares, nas pessoas, apesar dos insanos psicopatas que encontramos no caminho, e na felicidade, porque essa eu já sei que existe e encontrei o caminho para visitá-la vez por outra.   Estou sempre tentando achar o lado positivo de tudo, até quando uma pedra monstruosa atravessa nosso caminho,  sempre acho que é porque precisamos buscar uma rota alternativa, porque necessitamos conhecer outras paisagens, ou ainda apreender alguma coisa com aquela pedra infeliz na estrada, ainda que seja chutá-la, quebrar o pé, e apreender que não se chuta coisa pesada e dura… enfim, as pedras também ensinam.

E assim vou seguindo, cantado e dançando, nem sempre nessa ordem, e nem sempre da forma mais leve possível, sou uma pessoa muito agitada, minha maior busca nos últimos anos é justamente encontrar equilíbrio dentro de mim, e ter uma vida mais calma e tranquila. Não posso dizer que sorrio o tempo todo, ninguém é feliz 24 horas por dia, as coisas não são fáceis, mas todos os dias quando acordo faço uma escolha, esmorecer ou levantar e lutar, em 99% dos meus dias eu escolho a segunda opção.

2013 foi um ano incrível, mais uma vez venho “bloguear” para agradecer. No início de 2011, prestes a entrar na minha terceira década de vida,  escrevi que me sentia entrando na DÉCADA DE DIAMANTES, cheia de planos, desafios vencidos, renovação interna, e o planejamento de ter um bebê, um dos maiores sonhos da minha vida. E Papai do Céu, dentro do tempo destinado a nós, foi nos presenteando com o melhor, recebemos a notícia que teríamos a Valentina no fim de 2011, comprei a árvore de Natal para enfeitar nossa nova casa,  sonhando com um príncipe ou uma princesa, sem saber que já estava grávida. Tudo sincronizado e orquestrado, quase mais perfeito que “As Quatro Estações de Vivaldi”.

E 2013 chegou com o desafio de significar alguma coisa, já que jamais poderia superar tanta felicidade que sentimos em 2012 quando Valentina chegou… então  lá veio ele, meio sobe e desce, sem se mostrar muito bem a que veio, confuso, ainda com muitas adaptações com a Valentina, trabalho, vida pessoal… e na metade do ano a coisa foi tomando forma, foi mostrando novos caminhos, possibilidades de desafios,  até que  PUFT,  2013 conseguiu se destacar, ficará marcado para sempre como o ANO DA MUDANÇA. E lá vamos nós em 2 únicos meses nos preparar para mudar de país, com todos os prós e contras que uma decisão grandiosa como essa nos trouxe e ainda nos trás.

Foi quase impossível providenciar tantas coisas em 2 meses, isso nos proporcionou um absurdo estresse,  cansaço físico extremo, e debilitou minha saúde, o que refletiu na minha pequena Valentina… quando olho para trás nem consigo acreditar que conseguimos. Mas chegamos, estamos aqui, numa nova vida em Londres, e hoje nenhum sonho poderia ser maior que esse, nenhum lugar que pudéssemos morar no mundo poderia ser mais perfeito para nossa família. 2013 foi marcado como o ANO DA OPORTUNIDADE, DO SONHO, DA REALIZAÇÃO, E DA MUDANÇA, vixe e que MUDANÇA…

Obrigada 2013, vc foi “DO CARAMBA”, para não falar outra coisa, porque minha vontade é soltar aquele PALAVRÃO, mas vou me manter menininha educada no blog, para não assustar ninguém. A melhor notícia nesse meu fim de ano foi HOJE, minha prima Lucia depois de quase 1 mês internada por conta de um grave acidente de moto, recebeu alta e já está em casa em  recuperação. TKS God, TKS 2013, vc  se fecha com chave de ouro, trazendo paz para minha família!

E o que eu espero de 2014? Vem que vem meu amor, ano de beleza sem fim, ano de luz, vou fazer o melhor que eu puder com você, se Deus quiser vou te encher de beijos, de dengos, tentar preencher seus dias com sorrisos, felicidades e cantigas infantis. Vou cantar e dançar, vou sorrir, vou pular, vou escrever, ah se vou…. aproveitar o verão Europeu, o verão do Brasil (me esperem que eu vou), desejo 2014 que você traga saúde para nossa família e amigos, paz e tranquilidade, o resto a gente se vira.

Aproveito a oportunidade para desejar um 2014 MARAVILHOSO PARA NOSSOS AMIGOS CAFEÍNADOS, que tenhamos FÉ E SAÚDE, ah,  e doses CAVALARES DE CAFEÍNA, para mim e para vocês, porque no meu caso, escrever até uma da manhã e estar acordada às 7 para cuidar da Nina, fora a preparação do reveillon amanhã, só com muita cafeína direto na veia mesmo.

Obrigada por aparecerem de vez em quando por aqui!

Venham sempre!!!

Em 2014 estão super convidados para tomar um café ou um Chá Londrino das 5 com a gente.

HAPPY NEW YEAR!!!!

Silvinha Lourenço e família @girocoffe

IMG_2064

 

Foto by Monica O’May