Archive | GIROTRAVEL RSS feed for this section

CAFÉ DEIXA VOCÊ MAIS BEM HUMORADO

23 Aug

Acabei de ler na Super Interessante e não dava para deixar de compartilhar com os amigos “cafeínados”:  uma pesquisa  reuniu 72 mulheres que tiveram de debater a eutanásia. Após ouvir os argumentos, todas beberam um suco com ou sem cafeína. A discussão continuou – e quem havia ingerido cafeína mudou de opinião mais rápido. Por duas razões: café deixa você mais bem-humorado e atento (se os argumentos fizerem sentido, é mais fácil mudar de ideia).

Nós nem precisávamos dessa pesquisa para ter certeza, não tem nada que nos deixa mais bem-humorados do que os momentos cafeínados da Família  Girocoffee.

Nós 3 felizes depois dos parabéns nos 3 aninhos da princesa e de um cafézinho delicioso para fechar a tarde linda no Castelo das Princesas. (Disney Paris/ Junho 2015)

Nós 3 felizes depois dos parabéns nos 3 aninhos da princesa e de um cafézinho delicioso para fechar a tarde linda no Castelo das Princesas. (Disney Paris/ Junho 2015)

Fontes:

Effects of Caffeine on Persuasion and Attitude Change: The Role of Secondary Tasks in Manipulating Systematic Message Processing. Pearl Martin. Universidade de Queensland.

Advertisements

VIAJAR VALE A VIDA

22 Apr

Quem conhece a família Girocoffee sabe que ser “viajante de alma” faz parte do nosso DNA, e nessas idas e vindas, vamos rodando o Globo “devagarzinho”, apreciando paisagens, fazendo pausas para tomar café e ver o pôr do sol, experimentando comidas típicas, visitando novos museus, novas culturas, novas alegrias, novos aprendizados.

Família Girocoffee

Acreditamos que viagem boa é montada em uma tríade: acomodação, passeios e gastronomia. Não gostamos de viagens curtas ou mega corridas, tipo: “percorra 5 países e conheça a Europa em 12 dias”, dessa forma é possível tirar fotos nos pontos turísticos mas não se conhece bem as cidades desse jeito. Respeitamos quem faça viagens assim, excursões, etc… cada um tem suas motivações, suas oportunidades, e viajar é sempre incrível, mas gostamos muito de ter mais tempo para apreciar o lugar.

Gostamos de observar as pessoas na rua, conhecer um pouco do costume local, das comidinhas, modo de viver, ter tempo de experimentar uma bebida em um lugar especial, visitar um parque sem pressa, um ponto turístico sem hora marcada para estar em outro ponto da cidade. Gostamos da liberdade de ir e vir da forma que desejarmos, gostamos de VIVER e de SENTIR aquele lugar.

Paisagens de Madrid

Paisagens de Madrid

Fizemos isso ontem em Madrid, saímos sem destino porque queríamos explorar o centro, e nas nossas andanças encontramos uma lojinha linda de decoração e antiguidades, um restaurante sensacional que nos proporcionou um dos melhores almoços da viagem, a mais linda casa de pães artesanais que já vi na Europa, entramos em uma linda igreja que não estava no roteiro, e tiramos fotos lindas da Valentina.

Lojinha de decoração no centro de Madrid.

Lojinha de decoração no centro de Madrid.

No fim do dia nossa pequena chegou no Hotel e fez sua primeira oração sozinha, sem pedirmos, sem ser estimulada, nada, juntou as mãozinhas e sozinha rezou: “Papai do Céu, muito obrigada pelo dia de hoje….” eu me emocionei, sei que foi a visita na igreja, levei ela no altar, contei a história de Jesus, disse que ele é o filho de Papai do Céu, assim como nós. Ela guardou na memória, lembrou, e na hora de dormir agradeceu Papai do Céu, tudo bem que ela falou obrigada pelo “cake”, pelo chocolate, e várias outras gostosuras que ela comeu nesses últimos dias, mas valeu. Valeu o dia, valeram as experiências, o que vimos e sentimos, valeu por tudo. VIAJAR VALE A VIDA.

Lindo altar

Lindo altar

E assim tem sido nossas viagens nos últimos anos, nossos guias somos nós mesmos, nossa intuição, uma ou outra indicação de amigos, um pouco das experiências divididas na internet, em blogs como o nosso, impessoais, sem intenção de nada, apenas de compartilhar as vivências nas estradas. Confesso que o Santo Protetor dos Bons Viajantes tem nos acompanhado sempre, temos feito boas escolhas de hotéis, roteiros, restaurantes etc… e apesar da falta de tempo, vamos tentar dividir algumas coisas aqui com vocês. Afinal de contas, as dicas de outros viajantes também tem sido valiosas para nós, e o que a gente divide nessa vida, a gente multiplica, isso é o que vale.

Companheira de aventuras

Companheira de aventuras

Olho por esses caminhos que temos percorrido e fico me perguntando sobre o que a Valentina está absorvendo e sente de tudo isso, e desejo que um dia, mais velha, quando alguém lhe perguntar o que os pais dela lhe deixarão como herança ela tenha a resposta na ponta da língua ou dentro do coração: “Meus pais investiram em me proporcionar o conhecimento das estradas da vida, eles me ensinaram a apreciar o que é diferente daquilo que eu conheço, a não ter preconceito, a respeitar o outro, sabendo que nesse mundo, por mais diferentes que sejamos uns dos outros, fisicamente, em nossas culturas, nosso habitat, nossas línguas, no fundo somos todos iguais, somos irmãos.”

Amém!

Que venham as novas aventuras e estradas, e que tenhamos saúde e disposição para percorrê-las .

Hasta Luego Amigo!

Silvia Lourenço

ENXOVAL DO BEBÊ NO EXTERIOR – PARTE 1

11 Aug

Uma amiga me pediu dicas de NY para fazer o enxoval do seu bebê, já escrevi  sobre esse assunto outras vezes  para diversas amigas, então aproveitando a oportunidade,  o Girocoffee vai ganhar uma versão especial com uma série  de matérias sobre como ter uma viagem bacana para fazer o enxoval do bebê em NEW YORK, MIAMI, ORLANDO E BUENOS AIRES.

Valentina teve um enxoval made in TODOS ESSES LUGARES, isso porque para VIAJANTES de ALMA como nós, tudo é motivo para carimbar passaporte (rs). Na verdade estivemos em Orlando e Miami exclusivamente para o enxoval da pequena, mas viajei para os outros lugares por outros motivos e acabei comprando muitas coisinhas para ela também.

Enxoval em Buenos Aires

Enxoval de bebê em Buenos Aires, eu na porta do Hotel, depois de um dia de compras com a amiga

Quando engravidei fizemos as contas de quanto custaria fazer o enxoval completo no Brasil em comparação aos EUA, e é óbvio que apesar dos preços altíssimos das roupas e artigos infantis no nosso país, se for contar passagens, hospedagens, aluguel de carro, comida, passeios, talvez saísse mais barato fazer o enxoval em “casa”… mas quem resiste a uma temporadinha fora e a oportunidade de comprar as coisinhas mais lindas do mundo para a herdeira? Lá fomos nós.

Então meninas apertem os cintos, vamos decolar em direção ao MUNDO ENCANTADO DAS ROUPINHAS, FRALDINHAS, MAMADEIRAS E CARRINHOS DE BEBÊS. Nos encontramos hoje e nos próximos capítulos dessa aventura.

PRIMEIRA PARTE: A PROGRAMAÇÃO

TEMPO DE GESTAÇÃO PARA VIAJAR: Desde que você já saiba o sexo da criança,  o ideal é viajar entre 3 e 6 meses, primeiro porque nessa época estamos mais dispostas, no terceiro trimestre da gravidez ficamos lentas, mais cansadas e os roteiros de compras são muito desgastantes. Também tem a questão das viagens de avião, a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) libera viagens para gestantes até o final do 6º mês, depois disso só com atestado médico.

DICA FAMÍLIA GIROCOFFEE: Leve atestado médico comprovando em que semana de gestação você está e que está bem de saúde para viajar, eles não costumam pedir mas vai que alguém da cia resolve achar que sua barriga está muito grande, ou qualquer outro motivo que possa gerar algum transtorno, em todas as viagens de avião que eu fiz durante minha gravidez eu sempre levei um atestado.  Se for aos EUA não esqueça de pedir para seu obstetra uma versão em inglês.

Dani, eu e Valentina com 5 meses na barriguinha da mamãe

Dani, eu e Valentina com 5 meses na barriguinha da mamãe (Orlando/EUA)

ONDE FAZER O ENXOVAL?  Falaremos de 4 destinos nos próximos dias:  Buenos Aires é o mais perto, tem coisas lindas, são mais baratas que no Brasil especialmente por causa do câmbio, mas ainda assim eu achei os preços das roupinhas superiores aos dos EUA, especialmente nas marcas americanas, como a famosa Carter’s, que também é possível encontrar em lojas argentinas. De qualquer forma é um destino mais barato e eu acho que vale muito a pena, não só pelas compras mas pela viagem em si, eu adoro Buenos Aires!

Enxoval de bebê em Buenos Aires (Imagem: Silvia Lourenço)

Enxoval de bebê em Buenos Aires (Imagem: Silvia Lourenço)

Se você optar pelos EUA eu gosto mais de NY, embora de modo geral em Miami e Orlando os itens sejam bem mais baratos principalmente por causa do imposto, que em NY é maior. Em Miami e Orlando você também  vai encontrar lojas muito especializadas em enxovais de bebês. Por conta da avalanche de brasileiros que tem ido para essas cidades,  em determinados lugares existem atendentes que falam português,  além disso quem quiser pode contratar uma consultoria de enxoval, eu acho desnecessário, mas os serviços existem, e muita gente contrata porque não sabe nem por onde começar (eu também não sabia).

Minha cidade preferida para o enxoval de bebê. I LOVE NY! (Imagem: Silvia Lourenço)

Minha cidade preferida para o enxoval de bebê. I LOVE NY! (Imagem: Silvia Lourenço)

VÔO: Dependendo do destino e de onde você estiver tente comprar um vôo direto, às vezes a diferença de preço vale pelo comodismo e tranquilidade.  Imagine você grávida tendo que parar, pegar malas, esperar outro vôo, reembarcar… Quando eu estava esperando a Valentina peguei um vôo internacional com escala, transtorno sem fim. Evite estresse extra e desnecessário.

Se viajar na classe econômica tente sentar na primeira fileira que é reservada para idosos, gestantes e mães com bebês, existe mais espaço para as pernas e é mais confortável, mas é preciso chegar cedo no check in para conseguir lugar.  Nos EUA mulheres grávidas não tem preferência nas filas, por isso para tentar lugares na primeira fileira,  se for possível faça o check in online, se não for chegue cedo no aeroporto para tentar garantir um bom assento.

Se tiver alguma restrição alimentar avise na hora de fazer a reserva. Não se esqueça das meias elásticas, elas são horrorosas mas são muito úteis,  ajudam demais na circulação do sangue e no conforto geral da viagem. Eu levantava a cada 2 horas para caminhar pelo avião, alivia as costas e melhora a circulação das pernas.

Viagem de avião. (Imagem blog Dublin para brasileiros)

Viagem de avião. (Imagem blog Dublin para brasileiros)

DINHEIRO, CARTÃO DE CRÉDITO OU TRAVEL MONEY

DINHEIRO: Eu sou fã de “cash na mão”, mas não gosto de viajar com muito dinheiro pelo perigo de perder ou ser roubada… sempre viajo com uma quantia razoável para emergências, pagar táxi, gorjetas, e para um pouco de compras também.

CARTÃO DE CRÉDITO: Para a maioria é a melhor opção, tem várias vantagens mas eu particularmente não gosto muito de usar cartão de crédito nas viagens. As vantagens são dividir as compras em parcelas, pagar bem depois das compras, poder gastar mais etc… mas é preciso se atentar para a taxa de câmbio no dia que fizerem a conversão do cartão, você pode dar sorte e a taxa estar mais baixa do que quando você comprou, ou estar bem mais alta. De qualquer forma o cartão é necessário, os hotéis pedem como garantia, a locadora de automóveis também, e numa emergência os gastos com as compras vão para o cartão de crédito, é claro. Você também pode fazer saques de dinheiro no exterior com cartão de crédito, mas paga taxa, então é preciso avaliar se vale levar dinheiro ou sacar no país da viagem.

CARTÕES PRÉ-PAGOS ou TRAVEL MONEY: Sempre gostei de viajar com cartões Travel Money que são cartões pré-pagos que você abastece com valor  no Brasil (no caso dos EUA você abastece com dólar, para a Inglaterra você abastece com libras esterlinas e assim por diante), e vai pagando suas compras à vista com ele. Eu acho prático e para mim é uma boa forma de controlar o dinheiro, além disso tem seguro, se você perder o cartão é só bloqueá-lo imediatamente, diferente do dinheiro, que se perder, perdeu.  DICA FAMÍLIA GIROCOFFEE: No Brasil há anos fazemos troca de câmbio com a Cotação On Time www.cotacaoontime.com.br , gosto muito do serviço deles.

Cartão Travel Money

Cartão Travel Money

SEGURO SAÚDE: Eu acho que é  OBRIGATÓRIO fazer um seguro saúde para viajar quando estamos grávidas,  né meninas?!? Já pensou acontecer qualquer emergência em outro país? Aliás eu nunca viajei sem seguro saúde, a não ser que você tenha um seguro internacional que cubra o país que vai visitar, se não tiver eu acho primordial. Se você viaja muito pode valer mais a pena ter um seguro de viagens anual. Consulte seu agente ou uma agência de viagens.

O QUE LEVAR NA MALA:

SACOS A VÁCUO: Sabem aqueles sacos a vácuo que diminuem o volume das roupas? Foram eles que nos salvaram no enxoval da Valentina, se não fossem os sacos não caberia tudo nas malas. Comprei nos EUA, no supermercado, mas se você já tiver ou preferir levar do Brasil melhor, assim não perde tempo procurando. É importante comprar diversos tamanhos, eu comprei os que o ar são puxados pelo aspirador de pó, é só pedir no Hotel que eles sempre tem um aspirador disponível para emprestar para os hóspedes. Conheço gente que comprou mini aspirador, mas não precisa.

Sacos a vácuo

Sacos a vácuo (Imagem: Personal Assistant)

PLÁSTICO BOLHA: Esse é um item que não pode faltar na mala, sempre vão ter coisas que você vai querer embrulhar bem para não quebrar, como a babá eletrônica por exemplo, quando viajo já vou com plástico bolha dentro das malas para facilitar minha vida na hora de voltar, inclusive para embrulhar garrafas de vinho, champagne, azeites (adoro comprar essas coisinhas por aí).

BALANÇA PARA AS MALAS: Se você for como eu, em todas as viagens vai voltar com as bagagens abarrotadas. Já passamos muito sufoco sem saber quanto elas estavam pesando e tendo que reorganizar mala no meio do aeroporto, já pensou todo mundo vendo suas calcinhas, meias, e todas suas “parafernalhas”?  Pois é, cena ridícula né, já passei por isso e não aconselho, ainda mais grávida.

Esse é o modelo da nossa balancinha, usamos ela há 5 anos e ainda não quebrou.

Esse é o modelo da nossa balancinha, usamos ela há 5 anos e ainda não quebrou.

Depois que descobrimos a balancinha de malas nos tornamos seres viajantes mais felizes e menos estressados. Esse é um acessório indispensável na hora de fazer enxoval do bebê,  e é uma forma de ir fechando as malas conforme elas vão chegando no limite. O Dani comprou a nossa em algum aeroporto da “vida”, não sei qual, mas tem para vender em tudo quanto é aeroporto, tenho visto muitas. Pode apostar que esse “acessório” vai fazer toda a diferença na sua viagem.

Bem amigos, vamos ficando por aqui,  nossa próxima parada será em NEW YORK, com as dicas das lojas, do que comprei em cada uma delas e  paradinhas para o café.

ATÉ LÁ!

Silvia Lourenço

 

 

 

PARQUE DA PEPPA PIG NA INGLATERRA

2 Jul

Essa semana contamos aqui no blog porque gostamos tanto do cartoon britânico Peppa Pig e porque ele é sucesso no mundo todo, sendo transmitido em 180 países e tendo virado febre no Brasil desde que desembarcou em terras verde e amarelas,  há pouco mais de 1 ano. Para quem ainda não conhece, a Peppa  nasceu há 10 anos, é uma pequena porquinha que vive com seus pais e seu irmão mais novo, George. O desenho é super educativo e transmite mensagens positivas através das questões do cotidiano e da convivência da família.  

Peppa e George

Peppa e George

Para quem ainda não sabe na Inglaterra existe um Parque da Peppa Pig, que fica a 1 hora e meia de Londres e foi vencedor do Traveller’s Choice em 2013, e não é para menos, o parque é lindo, cheio de atrações para as crianças e super estruturado, uma opção de passeio maravilhosa para as famílias e turistas  aqui na Terra da Rainha, ainda mais para quem é fã do cartoon. O Peppa Pig World fica dentro de um outro parque,  o Paultons Park que tem atrações para crianças e adultos, eles são interligados, então você entra pelo Paultons e tem acesso ao Peppa, mas pode usufruir dos dois durante todo o dia pagando um bilhete só.

Mapa Parque Peppa Pig

Mapa Parque Peppa Pig

Logo que chegamos nos chamou atenção  uma área com animais de várias espécies como flamingos, garças, suricatas, entre vários outros,  é como um mini zoológico, cada um tem seu espaço com informações sobre os bichinhos, origem, o que comem etc… eu adorei, as crianças amam ver os animaizinhos ali ao vivo, e tê-los no Parque de diversões nos surpreendeu bastante. Também adoramos as áreas verdes presentes em todo o Parque, uma delícia para as crianças correrem e para fazer piqueniques.

Aliás uma dica super valiosa é exatamente essa, na Europa e especialmente na Inglaterra as pessoas amam fazer piqueniques, os ingleses são realmente mestres nisso, nas lojas de departamentos existem kits com cesta, toalhas e talheres para os “encontros” ao ar livre, então se o dia estiver bonito aproveitem. Para quem prefere praticidade não tem problema, o parque tem várias lanchonetes, cafeterias e sorveterias espalhadas por toda sua extensão, ninguém vai passar fome por lá.

Outra coisa que achamos super legal é o aluguel dos stollers em formatos de carrinhos infantis para passear pelo parque, se você não quiser levar o carrinho da criança pode alugar um desses que leva 1 ou 2 pequeninos, uma forma fácil de transportar os pequenos quando estiverem cansados, e ao mesmo tempo é divertido para eles. Mas para quem preferir seu próprio carrinho não tem problema, em cada entrada dos brinquedos os pais fazem uma espécie de estacionamento de stroller.

As atrações são diversificadas e a maioria são para crianças pequenas acompanhadas de adultos, o que transforma o passeio  muito mais divertido. Eles poderão conhecer o dinossauro do George, o trem e o barco do Vovô Pig, o balão da Peppa, o carro do Papai Pig, o helicóptero da Miss Rabbit entre diversos outros, no site do parque é possível visualizar informações de cada atração, inclusive altura mínima para entrar em cada brinquedo. Há também um playground com acqua play dentro do Parque, acho que Valentina se divertiu mais lá do que em alguns brinquedos. Outro espaço que adoramos é a piscina com shows dos pinguins, uma graça, é preciso verificar os horários de apresentações.

Papai Dani Pig e sua filhotinha Nina Pig

Papai Dani Pig e sua filhotinha Nina Pig

COMO CHEGAR: Como moramos em Londres fomos de carro e decidimos ir e voltar no mesmo dia, mas para quem curte parques de diversões  pode ficar hospedado próximo ao Paultons e visitar os parques por 2 dias,  tem atrações suficientes para as crianças e os grandões. Para chegar de carro no Parque é muito fácil (guiado pelo GPS), mas também fiz  uma simulação com nosso endereço pelo Google Maps indo de transporte público. Você pode simular seu roteiro, a partir do endereço que for sair de Londres ou de outra cidade através desse link disponível no site: http://www.theaa.com/route-planner/index.jsp

DESCONTOS NOS TICHETS: Se você comprar os tickets com antecedência consegue descontos. Compramos direto pelo site, imprimimos os vouchers e levamos no dia. É  muito simples: https://paultonspark.co.uk/tickets/buy

ENTRADA VIP: Ah e uma dica bacana para os super fãs da família Peppa é o PASSE VIP para conhecer os personagens pessoalmente e entrar no Parque antes que ele abra, entre 9 e 10 da manhã, nesse período as crianças poderão usufruir de uma área de recreação específica para cada idade e ainda encontrar os personagens para interagir e fotografar. Mas atenção, essa opção não está disponível todos os dias e é claro, tem uma taxa extra, para crianças acima de 3 anos por exemplo o custo adicional é de 18,50 pounds, ou seja quase R$ 80,00 a mais. Informações no link: http://peppapigworld.co.uk/oink/2014/02/37/peppa-s-early-play-ride-pass

Ah e a informação final é: Chequem no site as datas que o Parque está aberto e horário de funcionamento, no inverno eles não abrem  e mesmo no verão eles costumam fechar  no máximo às 17h30, então cheguem cedo para aproveitar. Vale a pena!

Informações gerais do Parque: http://www.peppapigworld.co.uk

Amigos, hoje ficamos por aqui e esperamos que vocês tenham gostado da nossa aventura no Parque da Peppa Pig, e é claro, que sirva como dica para quem mora na Inglaterra ou eventualmente esteja passando férias na terra da Rainha.

Um beijo muito especial para os amigos da família Girocoffee, e ÓINK ÓINK para todos vocês!

FAMÍLIA GIROCOFFEE

Café e Chantilly – o original

28 Jun

O Castelo de Chantilly  fica numa cidadezinha ao Norte da França, que leva o mesmo nome do Palácio,  é considerado o ponto turístico mais importante da região e um dos castelos mais bonitos do país. Para quem já conhece  bem Paris e quer se aventurar pelas imediações,  Chantilly é visita quase obrigatória, já que fica a 25 minutos de carro da capital.

Além de sua beleza externa e interna, ele possui um acervo extraordinário de móveis, obras, livros e documentos. A coleção de pinturas do Chatêau – chamada de Museu Condé – o faz ser considerado o segundo museu francês de pinturas antigas,  atrás apenas do Louvre, além disso sua biblioteca conta com mais de 12 mil obras e documentos, colecionados durante séculos pelos nobres de Chantilly. 

Castelo de Chantilly (Imagem: Duga)

Castelo de Chantilly (Imagem: Duga)

Há alguns anos o Palácio ficou muito famoso no Brasil porque foi lá que o ex-jogador de futebol Ronaldinho e a apresentadora Cicarelli se casaram. Nosso amigo Julio, que mal se despediu da gente em Londres, já desembarcou para uma semaninha de trabalho em Chantilly (super chato o cenário né) e mandou para o Girocoffee fotos MARAVILHOSAS dos seus “humildes” cafézinhos no chatêau.

Segundo nosso amigo,  em todos os restaurantes do Castelo é possível degustar sobremesas e cafés especiais, sempre acompanhados do chantilly oficial. E eu que não sou boba nem nada, fiquei  morrendo de vontade de conhecer essa maravilha,  para “respirar, inspirar, introspectar” toda essa cultura,  e claro, degustar cafézinhos e comer o FAMOSO CHANTILLY de CHANTILLY, onde ele foi criado.

Sobremesa deslumbrante, café e CHANTILLY.

Sobremesa deslumbrante, café e CHANTILLY. Foto Julio Bertolini 

 

Detalhes da sobremesa do Castelo de Chantilly

Detalhes da sobremesa do Castelo de Chantilly. Foto: Julio Bertolini

Contam os  historiadores que  o DIVINO chantilly foi desenvolvido pelo chef François Vatel que criou um creme batido doce e perfumado para impressionar a corte francesa em um banquete. Vatel tem uma das histórias mais pitorescas da gastronomia mundial, ele era de uma família humilde e com 15 anos começou  aprender o ofício de confeiteiro.

Chegou à corte com 22 anos, admitido como auxiliar do cozinheiro de Nicolas Fouquet, superintendente do tesouro da França.  Com seu jeito talentoso, organizado e ambicioso Vatel tomou o lugar do chef de cozinha do Palácio e contam que seu maior objetivo era provar ao Rei Luís XIV, o Rei Sol,  que ele era o maior chef real da França.

Retrato de Vatel e seu filho

Retrato de Vatel e seu filho

Numa das primeiras tentativas, em 1661, Vatel criou o creme (que mais tarde se chamaria chantilly) para impressionar a corte em um banquete, mas o rei nem notou o quitute. O banquete também não trouxe sorte a Fouquet que foi preso logo depois sob a acusação de conspirar contra o governo.

Antes que a ira real também recaísse sobre Vatel (que foi levado para corte para servir Fouquet),  o cozinheiro se exilou na Inglaterra. Voltou para a França dois anos depois e foi trabalhar para o príncipe de Condé, no castelo de Chantilly. Lá, sim, seu creme doce caiu no gosto da realeza e ele batizou a iguaria com o nome do lugar.

Chantilly

As coisas correram bem para Vatel até o ano de 1671. Condé convidou o rei Luís XIV para um fim de semana de caçadas no castelo. O cozinheiro teve duas semanas para preparar a recepção.  No dia da chegada do rei, apareceram mais convidados que o esperado e Vatel notou que não teriam assados suficientes para todos.

Deu tudo certo naquele banquete mas estressado pelo erro de cálculo, Vatel passou a noite em claro esperando os peixes para o dia seguinte, que seria a Sexta-Feira Santa.  Ao perceber que a encomenda não seria suficiente pela quantidade que ele precisava, Vatel suicidou-se com um punhal.

Ilustração da morte de Vatel e seu retrato

Ilustração da morte de Vatel e seu retrato

A tragédia do chef de cozinha que morreu por falta de peixes rendeu um filme (Vatel – Um Banquete para o Rei)  em que Gérard Depardieu interpreta uma versão romanceada do cozinheiro. Outras versões da história não atribuem a criação do Chantilly a Vatel, e sim a confeiteiros italianos que  já batiam cremes e juntavam açúcar e aromas.

Eu prefiro a versão de Chantilly, assim temos uma desculpinha ótima para correr até a França. E você não vai querer se lambuzar  também? 

Imagem (Imagem: Theredlist)

Imagem Gérard Depardieu em “Vatel: Um banquete para o Rei” (Imagem: Theredlist)

Abraços “chantilizados” para todos e até a próxima!

Silvia

Fontes: Domaine de Chantilly, Revista Super Interessante, Wickipédia.

 

 

CHÁ DA TARDE NO RITZ EM LONDRES – PARTE 2

27 Jan

Boa noite amigos! Promessa é dívida, demorei mas voltei para contar os detalhes do CHÁ DA TARDE NO RITZ. Se você não leu meu primeiro post sobre nosso chá no último dia 19, sugiro que retorne no blog e clique em NOSSO CHÁ DE REALEZA NO RITZ para saber o começo da história, inclusive porque tem fotinhos lindas da princesa Valentina (rs), mas se você só está interessado mesmo nas dicas do lugar, comidinhas, chá, etc… fique por aqui.

Só para recapitular, o CHÁ DA TARDE NO RITZ é considerado o melhor de Londres e um dos 10 melhores do mundo, e não existe nada mais tradicional na cidade do que tomar um CHÁ DAS 5. Por aqui você vai encontrar inúmeras casas de chá espalhadas pela cidade, além disso é possível encontrar o “ritual do chá da tarde” em hotéis e restaurantes,  e de modo geral nos  pubs e cafeterias sempre tem opções de chás no menu, então não tem desculpa para não apreciar essa maravilha inglesa, onde você estiver com certeza encontrará um cházinho gostoso.

IMG_0652                                                                   CHÁ DO RITZ

As casas de chá costumam ser bem concorridas, e no RITZ existe uma espera de até 3 meses para conseguir um horário no “The Palm Court” como é chamada a Sala de Chá do Hotel, pasmem (3 MESES)  caso você queira uma reserva para o fim de semana. Durante a semana também é muito concorrido e dependendo da data pode demorar pelo menos alguns dias ou semanas para conseguir uma vaga, mas costuma ser mais fácil,  imaginem que é o chá da tarde mais conhecido do mundo, então prepare-se para não perder a oportunidade,  RESERVE COM ANTECEDÊNCIA, essa é a dica número 1.

A dica número 2 é:  Capriche no visual para ir ao RITZ, as pessoas realmente vão bem vestidas  ao The Palm Court. O dress code (indicação de como se vestir) já exige terno e gravata para os homens e proíbe jeans para homens e mulheres, então já pressupomos que os visitantes irão elegantemente vestidos. Óbvio que não é festa de gala, não vi ninguém de vestido longo ou casquete na cabeça (rs), mas vi casacos de pele e até brilhos e paetês. Sinceramente, você vai ver de tudo, porque são pessoas do mundo inteiro, mas eu acho que o que usaríamos para ir a um coquetel no Brasil, o conjunto tailler ou vestido + salto alto está de acordo e de bom tamanho… o importante é lembrar que homens precisam terno e gravata,  e jeans nem pensar.

Dica número 3: A julgar pela qualidade das fotos do meu post já deu para perceber que não fotografamos com uma câmera boa né? Foi tudo com nossos celulares… pois é, a “esperta” aqui não levou a câmera fotográfica porque achou que não era permitido fotografar. Quando chegamos observei que não tinha uma “pessoínha” sequer naquele salão que não portasse uma câmera a tira-colo (é exagero, mas muita gente estava fotografando), vi até umas senhorinhas fofas filmando. Prometo que nunca mais eu  saio da minha “Bat-caverna” sem máquina, se não puder fotografar pelo menos ela vai dar uma voltinha com a gente…

IMG_0649                                                  TETO DO THE PALM COURT

Entramos no salão.  Nossa mesa já estava estrategicamente montada numa das laterais da sala, encostada  em uma lindíssima escultura dourada. A cadeirinha da Valentina já ocupava um dos lugares da mesa e quando o Dani viu a quantidade de porcelanas finíssimas começou a entrar em pânico. Eu só ouvi: “Eu acho que não deveríamos ter trazido a Valentina…” (rs). Olhamos para um lado, para o outro, e só a gente com criança. Tentei me acalmar para não deixá-lo ainda mais nervoso, e fiz um discurso do tipo:”Vai dar tudo certo, ela tinha que estar com a gente nessa comemoração…” Nessas situações um segura o outro, senão a gente “pira”, além do mais eles permitiam crianças e montaram uma estrutura para nos atender, então tínhamos que tentar aproveitar ao máximo.

Em todo caso em 30 segundos fiz “reza dinâmica”,  tipo leitura dinâmica mesmo, rezei 7 “Pai Nossos” e  trezentas “Ave Marias”, que também é mãe e entende o que a gente passa, e pedi para nossa princesa se comportar literalmente como uma princesa da Corte Britânica, para não termos que ir embora mais cedo. E foi dada a largada: meu desafio era tomar chá, champagne, chá, champagne, observar todo aquele salão, as comidinhas, as pessoas, degustar as delícias, tirar fotos para o Girocoffee, e controlar uma criança de 1 ano e 7 meses. Vou ser sincera, me parecia mais fácil plantar bananeira em um avião enfrentando uma turbulência do que segurar a Valentina por 2 horas sentada na cadeira. Mas lá fomos nós com fé que a noite seria LINDA, como o dia começou.   

DaniDaniel com sorriso “meio amarelo” ainda com medo da Valentina fazer “escândalo” coisa bem comum na idade dela, ou querer sair correndo no meio do salão, coisa que ela adora fazer, ou derrubar alguma louça caríssima do século passado, aí sim estaríamos perdidos.

Chá 4                                     ESCULTURA AO LADO DA NOSSA MESA 

IMG_0656                      Valentina alimentando seus cachorrinhos.

Chá 2                                                                  DETALHES

Mas aí a noite começou lindamente, brindamos nossos 6 anos de casamento e meu aniversário e  a essa altura do campeonato eu já estava impressionada com a mesa, nunca tomei um  chá com tanto requinte e sofisticação, tudo servido em prata, cristais e porcelana fina. Observando os detalhes víamos em tudo a marca do Ritz, nos guardanapos de linho, louças, taças, até na prataria tinha o símbolo do Hotel. Vejam as fotinhos abaixo!

IMG_0666                                DETALHE DA MARCA DO RITZ NAS TAÇAS

IMG_0664                SÍMBOLO DO HOTEL NO TOPO DA CHALEIRA DE PRATA 

Acho que um dos momentos mais bacanas é a escolha do Chá, eles tem um menu especial com uma seleção impressionante de blends, eu que estava mais compenetrada em distrair minha pequena do que qualquer outra coisa não aproveitei muito esse momento, bati o olho e escolhi uma infusão de Jasmine com flores, sem nem olhar os demais, o garçom nos contou  posteriormente que era um dos melhores do cardápio, que SORTE, era realmente maravilhoso. Eles trazem um bulê individual para cada um,  e permitem que você troque ao longo do serviço para conhecer outros sabores, eu me mantive no meu floral do início ao fim, era deslumbrante e harmonizou muito bem com tudo o que degustei.

IMG_0659

IMG_0651                    SELEÇÃO DE BLENDS DE CHÁS. SENSACIONAL! 

IMG_0653              MEU CHÁ DE JASMINE SERVIDO PELO MARIDÃO 

E as comidinhas? Senhor, que maravilha dos deuses,  em uma bandeja de porcelana de 3 andares eles servem uma  seleção de finger sanduíches de diversos sabores, o que eu mais gostei foi o de salmão; depois vem os scones quentinhos, uma espécie de mini pãezinhos super tradicionais servidos com geléia e creme de manteiga, esse é para comer ajoelhado,  e por fim uma seleção de doces, que também estavam deliciosos, especialmente o de banana, que é o lançamento. Durante todo o serviço um garçom passa com um carrinho entre as mesas servindo  2 tipos de bolos, um estilo caseiro, e outro recheado.

IMG_0658                                                   DOCES 

IMG_0657                                      FINGER SANDUÍCHES

IMG_0663       Bolo de chocolate, cobertura de macadâmia com amêndoas

Ah,  e o final da “TARDE DE CHÁ NO RITZ”  teve “gran finale“, cereja no bolo, ou seja, terminou com chave de ouro: maridão encomendou um bolo especial para mim, e ao som do Piano ouvi Happy Birthday com todo o salão cantando junto e aplausos no final, e quem soprou a velinha foi nossa Valentina, QUE SE COMPORTOU COMO UMA VERDADEIRA PRINCESA, brincou com seus cachorrinhos, seus brinquedinhos, comeu passas, pãezinhos e não saiu nem um momento da sua cadeirinha.  Se alguém conseguir imaginar um aniversário mais feliz do que esse me conte, porque meu niver DUPLO de 2014 foi simplesmente perfeito, com surpresinhas, muito chá e AMOR.

Bolo                                      MEU BOLO SURPRESA

Nina, Mamis, Papis                          FAMÍLIA GIROCOFFEE SUPER FELIZ!!!

Temos vídeo do Parabéns mas postarei depois.

SERVIÇO E INFORMAÇÕES: 

Site: http://www.theritzlondon.com/tea.html

Endereço: 150 Piccadilly, London W1J 9B

Tel: +44 (0) 20 7493 8181

Queridos, espero que continuem nos acompanhando nas nossas aventuras e que todos possamos ter sempre MARAVILHOSAS TARDE DE CHÁS, independente de ser na Terra da Rainha ou não.

Até a próxima!

Silvia

NOSSO CHÁ DE REALEZA NO RITZ EM LONDRES

23 Jan

Meu dia 19 de janeiro não poderia ter sido melhor, desde de que chegamos em Londres foi o DIA MAIS ENSOLARADO de todos, juro que não é conversa de pescador, quer dizer, de jornalista querendo “puxar a sardinha para seu lado” ou transformar seu post em algo atrativo e bacana. É VERDADE e eu tenho fotos para comprovar, ESTAVA UM DIA DESLUMBRANTE, e a família @GIROCOFFEE  já saiu cedo para aproveitar.

Pescadores no Rio TâmisaE por falar em pescadores olhem eles aí na foto em segundo plano, lá embaixo no Rio. Acreditem, essa era a paisagem do 19 de janeiro. Valentina vendo os meninos pescarem.

Para quem não sabe no último dia 19 foi meu aniversário, e também aniversário de casamento, domingo fez  6 anos que juntamos as escovas, os lençóis, as roupas no armário, parari e parará.. pela manhã saímos para tomar café fora e passear pelas margens do Tâmisa, ao lado de casa. Foi uma manhã linda, Ninoca se divertiu muito correndo pelas margens do Rio. Observamos os pescadores, as crianças, os cachorros, e agradecemos o SOL, ah um SOL maravilhoso que nos esquentou nessa linda manhã!

IMG_0634Por aqui é muito comum nesses dias mais bonitos ver o pessoal tomando café na frente do Rio. Existem vários restaurantes no nosso bairro com mesas e vista para as margens do Tâmisa.

IMG_0628                                 Meus amores caminhando.

IMG_0638 Nina e Papai ficaram um tempão ali, observando nossa ponte. Sim, para o nosso coração essa ponte é nossa (rs). 

O resto do dia e boa parte da tarde passamos em casa para descansar porque para a comemoração dupla Papai preparou uma SUPER NOITE para nós 3. Nós fomos tomar o CHÁ DA TARDE MAIS FAMOSO DE LONDRES, no HOTEL RITZ, isso mesmo, ele não só é o mais maravilhoso chá da cidade, acredito que do país, como é considerado um dos 10 melhores e mais famosos CHÁS do MUNDO.

Imaginem minha ansiedade para chegar lá. Dani reservou nossa mesa com muitos dias de antecedência, ainda assim só tinha um horário disponível, o das 19h30 (ou seja foi um chá da tarde meio jantar). Maridão certificou-se que poderíamos levar a Valentina e que eles teriam acomodação para ela e disponibilidade de nos receber com criança. Para tomar o Chá da Tarde do RITZ você precisa estar vestido à rigor, é um LUXO só, eles exigem que os homens estejam de terno e gravata, e jeans é terminantemente proibido para homens e mulheres;  não me perguntem se alguém for de jeans o que acontece, não sei e nem me arriscaria. Fiz as unhas, uma escovinha básica, me montei no salto alto, arrumei minha princesa e lá fomos nós.

Chá 1                                   Papai, Nina e eu saindo de casa.

Chegamos no Hotel e sem dúvida é o mais lindo que já entrei na vida, e com certeza o mais clássico e luxuoso de Londres, há um ar nostálgico de século passado, aliás, o Ritz de Londres tem mais de 100 anos e é impressionante como apesar das reformas eles conseguiram manter esse estilo tão tradicional, antigo e suntuoso que parece realmente nos “transportar” ao passado, no melhor sentido que isso pode ter… é tudo dourado estilo Luís XVI; a decoração, móveis, vitrais, lustres são de uma opulência sem igual,  os vasos,  as flores, as esculturas, é tudo simplesmente MARAVILHOSO, fiquei encantada logo ao atravessar a porta giratória da entrada.

Assim que chegamos nos direcionamos para o SALÃO DE CHÁ, onde nos solicitaram aguardar junto com nosso grupo que já estava no local e em poucos minutos já seríamos chamados. Enquanto isso podíamos guardar os casacos na chapelaria e escutar uma linda pianista que tocava um repertório que ia  de músicas clássicas a canções da trilogia do James Bond. Sensacional, Dani adorou! E para nossa surpresa vocês não vão acreditar em quem também AMOU as músicas,  e ficou quietinha sentada ao lado da pianista com os olhinhos vidrados nas teclas do instrumento, isso mesmo, nossa pequena Valentina (rs).

IMG_0643                        Entrada do SALÃO DE CHÁ DO RITZ.

Chá 3Eu e Nina caminhando em frente ao SALÃO DE CHÁ enquanto aguardávamos ser chamados. 

IMG_0639                                   Nina observando a pianista. 

IMG_0641                              Nina e A PIANISTA, paixão!!!

IMG_0644

IMG_0646                                                               Nina e Papai.

Amigos, vou dividir o post em 2 porque ele está muito longo.  No próximo vou focar nos chás, delícias e dicas para quem pretende conhecer essa maravilha em Londres. Mas só vou escrever amanhã porque já são 2 da manhã e provavelmente só terei 5 ou 6 horas de sono por hoje, hehehe. Não percam cenas do próximo capítulo, vou fazer igual o Walcyr Carrasco e guardar o melhor da novela para o dia seguinte, para dar mais ibope (rs).

Um beijo muito “cafeinado”, aliás muito “chafeinado” para os amigos da família @girocoffee.

Até amanhã queridos!!!

Silvia